INTERIOR DE SP – SANTA RITA DO PASSA QUATRO

Décimo terceiro post da série “INTERIOR DE SP”. Pois é, nosso estado tem muito mais lugares interessantes do que imaginamos! E dessa vez, fui para Santa Rita do Passa Quatro, uma cidadezinha no norte do estado, cheia de atrativos. Naturais e históricos!

E no final do primeiro dia, já fui conhecer a cachoeira mais famosa do município: A Cachoeira Três Quedas. O local é um parque municipal (entrada gratuita), muito bem conservado, com estacionamento, lanchonete e passarelas para descer às cachoeiras. Também há algumas placas com informações sobre meio ambiente e as árvores nativas. Uma enorme escada (com mais de 300 degraus) leva à parte baixa da cachoeira. Lá tem umas ruínas dominadas por raízes de figueiras (muito legal!), e mais à frente, o lago e uma vista sensacional das três quedas!

WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.46.24
Passarelas
WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.46.25 (2)
Placas informativas
WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.46.27 (1)
A escada sem fim
WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.46.27 (2)
Ruínas, e as figueiras
WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.46.25
E as três quedas!!!

Subi aqueles 300 degraus (quase enfartei), e de lá fui seguindo o Google Maps até o Salto São Valentim. O acesso à cachoeira é feito pela Pousada Chuchua, que cobra R$15 a entrada, que dá direito à trilha para o Salto São Valentim, à “Casa Misteriosa”, ao Rio Claro, e à Cachoeira Chuchua.

A “Casa Misteriosa” é uma casa de madeira, que é inclinada. O curioso é que isso causa uma ilusão de ótica interessante quando se entra nela. Cuidado para não cair!

WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.45.26 (1)
Dá até uma coisa ruim, rsrsrs

A trilha para o Salto São Valentim é bem sinalizada e leva cerca de 20 minutos de ida. Lá embaixo, o rio é pequeno, mas tem uma correnteza bem forte. Essa cachoeira é sensacional! A queda tem cerca de 30 metros, que despeca com muita força pelo paredão. Lá embaixo, ao lado do riozinho, uma antiga usina de energia que voltou à funcionar recentemente, gera energia para a cidade.

WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.45.24 (1)
Trilha
WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.45.21 (1)
A antiga usina
WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.45.22 (1)
E o magnífico Salto São Valentim!

Com mais uns minutos de caminhada, é possível chegar na Cachoeira Chuchua, que é baixinha, mas que também tem seu encanto.

WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.45.20 (2)
Chuchua

Antes de ir embora, ainda conversei bastante com os proprietários da pousada Chuchua, que disseram estar melhorando a estrutura do local para receber visitantes, e deram mais dicas de lugares para visitar em Santa Rita.

Já quase escurecendo, ainda subi no Morro do Itatiaia, onde fica a estátua do Cristo Redentor, e é possível avistar 4 ou 5 cidades da região. O Cristo estava em reforma, mas ainda assim consegui uma vista bem bonita lá de cima.

WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.44.33
Por pouco não pego o pôr-do-sol

No segundo dia, visitei no centro da cidade o Museu Zequinha de Abreu. O museu tem entrada gratuita e reúne vários pertences e documentos que contam a história do músico e compositor santarritense, que compôs entre outras obras famosas, a valsa “Branca” e o internacionalmente conhecido “Ticotico no Fubá”. O museu funciona junto com o posto de informações turísticas, em uma antiga estação ferroviária. Muito interessante!

WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.44.31 (2)
Antigas casas dos ferroviários, e ao fundo, a estação
WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.44.29
Zequinha de Abreu – Ilustre santarritense
WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.44.29 (2)
Pertences de Zequinha
WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.44.28 (3)
Reprodução do quarto do compositor

Saindo do museu, fui em busca da Cachoeira do Leoni. Bom, essa me deu bastante trabalho pra encontrar. Coletei algumas informações e fui. Passei por uns 2 sítios, pedi mais informações, cheguei na fazenda onde seria o local de acesso à cachoeira. O caseiro informou que não poderia passar por ali, mas indicou mais ou menos o caminho. Continuei a busca!

Estrada errada / areião / informação torta / bifurcação / vira na árvore / volta pro asfalto / entra no pesqueiro / sobe o barranco / pede informação pro tio mal humorado / atropela um galho enorme / etc… / etc…  Enfim, cheguei onde começava a trilha para a cachoeira por volta das 18h (quase anoitecendo!) Desci do carro e ouvi o som da cachoeira… música para meus ouvidos. Até que enfim!

Segui por uns 200m por uma trilha fechada, e cheguei na Cachoeira do Leoni. Na verdade, uma corredeira íngrime e um lago com areia no final dela. Aproveitei e nadei um pouquinho, mas começou a escurecer e voltei para o hotel. No dia seguinte, fui informado que deveria ter descido um pouco pelo leito do rio para ver a cachoeira de fato, essa sim bem alta! Fica pra próxima.

WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.44.27 (3)
Corredeiras
WhatsApp Image 2019-04-02 at 22.44.27
Lago, e a cachoeira ao fundo

No terceiro dia, conheci o Alambique São João. Uma variedade incrível de cachaças com tudo quanto é sabor, e um ótimo atendimento da Kelly e do Rodrigo, filhos dos proprietários (que também trabalham no alambique). Me mostraram todo o processo da fabricação artesanal da bebida. No local há uma loja, onde é possível degustar e comprar as cachaças.

WhatsApp Image 2019-04-03 at 18.03.12 (1)
Destilação
WhatsApp Image 2019-04-03 at 18.03.12 (2)
Envelhecimento
WhatsApp Image 2019-04-03 at 18.03.13 (1)
Degustação (HIC!)
WhatsApp Image 2019-04-03 at 18.03.11 (2)
E a indecisão… dá vontade de levar todas!

Ainda nesse dia, conheci o Deserto do Alemão. O local é um parque municipal com uma grande erosão que virou uma espécie de deserto, com dunas e uma pequena lagoa na parte baixa. Sensacional!

WhatsApp Image 2019-04-03 at 18.03.08 (2)
Deserto do Alemão
WhatsApp Image 2019-04-03 at 18.03.09 (2)
O lago

Lá brinquei com a Jubis (nossa Hilux 95). Desci aquele areião fofo, atravessei o lago lá em baixo, e subi a duna do outro lado. Repeti, e curti muito o passeio. (Confira esse vídeo em nossa Fanpage)

WhatsApp Image 2019-04-03 at 18.03.07 (1)
Se preparando para descer a duna
Captura de Tela 2019-04-10 às 22.00.24.png
Tchibum!!!

.

SIGA O REVOLTEIO NAS REDES SOCIAIS:

FACE       INSTA      PINTE      YouTube-icon-400x400

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s