BAURU/SP – MUITO ALÉM DO LANCHE

Já moro em Bauru há mais de 10 anos, e só agora resolvi pesquisar mais sobre ela, que, embora não tenha tantos atrativos naturais, é uma grande cidade e tem muita história que merece ser contada e conhecida. Vou postar aqui alguns dos atrativos culturais e históricos que Bauru oferece. E é claro, irei atualizando conforme conseguir mais informações e visitar mais lugares!

Parece piada, mas o lanche ficou mais conhecido que a cidade. E o pior, tem gente que acha que a cidade tem esse nome por causa do lanche. E na verdade é o oposto. Aqui vai uma breve história de como aconteceu:

Um rapaz chamado Casemiro Pinto Neto, nascido em 1914 na cidade de Bauru (que obviamente já tinha esse nome antes do lanche existir), foi estudar direito em São Paulo. Logo, o rapaz recebeu o apelido de “Bauru”. Ele frequentava o Ponto Chic (tradicional bar e lanchonete paulistano), e certa vez, sugeriu que fizessem um lanche a seu gosto, sugerindo alguns ingredientes e como preparar. E todos adoraram o lanche, que foi batizado como “Bauru”, por causa do apelido do seu criador, o Casemiro.

O Lanche Bauru então se popularizou, e em sua receita original leva pão francês sem miolo, rosbife fatiado, queijo derretido em água, rodelas de tomate, pepino em conserva, orégano e sal. Atualmente é conhecido em todo o Brasil, em sua forma mais simples (pão, presunto, queijo e tomate).

Vamos então aos atrativos da cidade:

Começaremos com o Parque Vitória Régia. Localizado na Av. Nações Unidas, é um grande parque arborizado, com lagos e uma grande concha acústica. Nos finais de semana é muito frequentado por famílias e estudantes, para aproveitar um pouco o visual e a sombra das árvores. No parque também ocorrem shows em dias festivos, na Virada Cultural e há uma grande festa no aniversário da cidade (1º de agosto). Ao redor do parque, há vários trailers de lanche, bares e restaurantes.

IMG_2011

Parque Vitória Régia

IMG_2010

Concha acústica

IMG_2009

Vista da cidade

Um lugar imperdível para se conhecer em Bauru é a Estação Ferroviária (onde se pode conhecer alguns vagões antigos), e também o Museu Ferroviário Regional (ambos com entrada gratuita). Vale lembrar que a cidade se formou a partir do entroncamento de 3 grandes linhas férreas, a NOB (Estrada de Ferro Noroeste do Brasil), a CP (Companhia Paulista), e a EFS (Estrada de Ferro Sorocabana). Então, a ferrovia é um tema muito presente na cidade. A estação e o museu são bem completos e interessantes.

Na estação ferroviária:

IMG_1961

Pátio de embarque

IMG_1975

Locomotiva da Companhia Paulista

IMG_1974

Bancos da estação, com propagandas da época

IMG_1969

Vagão de primeira classe, estofados

IMG_1966

Vagão de segunda classe, bancos de madeira

IMG_1965

Vagão leito (com quartos, camas e banheiros privativos)

Já no museu ferroviário (ao lado da estação):

IMG_1996

Vários objetos da época

IMG_1980

Relógio de ponto

E atrás do museu, há um belo jardim, com painéis contando a história dos índios que viviam na região antes da chegada da ferrovia.

IMG_2005

Construções da época

IMG_2003

Painéis dos índios

Bosque da Comunidade é muito arborizado, com passarelas para caminhada, brinquedos infantis e aparelhos para exercícios, além de uma bela locomotiva, bom cenário para fotos. Fica perto da avenida Getúlio Vargas, uma das mais conhecidas da cidade. A entrada também é gratuita.

IMG_2153

Entrada do parque

IMG_2155

Muitas árvores, bancos, passarelas…

IMG_2156

E a bela locomotiva a vapor

Próximo à avenida Getúlio Vargas, ainda há a famosa Praça Portugal:

IMG_2167

Praça Portugal

Avenida Getúlio Vargas, uma das mais movimentadas, conta com inúmeros bares e restaurantes, além de uma longa calçada que acompanha o aeroporto, onde muitas pessoas fazem caminhada, exercícios, etc.

IMG_2157

Avenida Getúlio Vargas

Ainda na avenida, há uma bela árvore, a Copaíba, que de tão grande e frondosa, a avenida foi desviada, para que ela permanecesse lá.

IMG_2159

Copaíba, no meio da avenida

Ao lado da avenida (com a entrada do lado oposto), fica o Aeroporto (aeroclube). Lá, há um conhecido bar, de onde é possível avistar os aviões (de pequeno porte) e planadores levantando vôo e aterrissando na pista. Também há uma estátua homenageando Marcos Pontes, o primeiro astronauta brasileiro – bauruense!

IMG_2162

Entrada do Aeroclube

IMG_2165

Pista de aterrissagem

IMG_2163

Estátua de Marcos Pontes

Próximo à Avenida Castelo Branco, está localizado o belíssimo Templo Tenrikyo, enorme, construído todo em madeira pelos imigrantes japoneses, um capricho. A entrada é gratuita, e fui recebido por um dos trabalhadores do local, todo vestido a caráter. Muito educado, explicou sobre a igreja e a religião. O templo e suas dependências são abertos à visitação, porém, no interior não é permitido fotografar.

IMG_2147

Templo Tenrikyo

IMG_2128

Bonsais, e um lindo jardim japonês atrás da igreja

IMG_2130

Lago com carpas

Bauru também é famosa por seu comércio. No centro da cidade estão a Avenida Rodrigues Alves, a famosa Praça Rui Barbosa, arborizada, com um belo coreto, uma fonte e a Catedral do Divino Espírito Santo. Em frente à praça, está o Automóvel Club, com sua arquitetura clássica (patrimônio histórico do município).

IMG_2177

Praça Rui Barbosa

IMG_2172

Coreto

IMG_2170

Catedral Divino Espírito Santo

IMG_2174

Automóvel Club

Na praça Rui Barbosa, começa o famoso Calçadão da Batista, famoso centro de compras da cidade. (Obs – Foto tirada em um domingo. Durante a semana, o local fica lotado!)

IMG_2169

Calçadão da Batista

Ainda no centro da cidade, fica a Casa Ponce Paz, onde funciona a Pinacoteca de Bauru. Lá são ministrados diversos cursos de artes, e ocorrem várias exposições. Entrada gratuita.

IMG_2176

Casa Ponce Paz

IMG_2178

Também vale a visita no Teatro Municipal (acima)

A cidade também possui outros centros comercias, como o Bauru Shopping, (salas de cinema, praça de alimentação, etc.) o Boulevard Shopping Nações (idem), o Villaggio Mall (uma galeria em um condomínio, com lojas, etc.) e o  Alameda Quality Center –  Na saída da cidade, conta com lojas, praça de alimentação e salas de cinema)

IMG_2179

Shopping Boulevard

IMG_2180

SESC

Fora da cidade, ainda há alguns atrativos, como o Zoológico Municipal (muito famoso na região, em breve postarei fotos), O Horto Florestal (também postarei fotos), e o Jardim Botânico. Esse último, com entrada franca, é muito bonito e limpo. Possui um completo centro de visitantes, com várias explicações dobre o local, viveiro de orquídeas, samambaias e bromélias. Conta também com lagos e plantas aquáticas, um jardim sensorial (de temperos e plantas medicinais), trilhas e muitos bancos e locais para apreciar a natureza. Show de bola!

IMG_2012

Entrada do Jardim Botânico

IMG_2016

Centro de visitantes

IMG_2033

Viveiro de samambaias

IMG_2049

Caminhos em meio à natureza

IMG_2042

Lagos

IMG_2029

Jardim sensorial (temperos e plantas medicinais)

IMG_2021

Presença constante dos saguis

IMG_0530

Trilha ecológica

Um lugar interessante nos arredores de Bauru, fica na antiga estrada Bauru-Agudos (próximo ao Alameda Quality Center), é um grande pinheiral, bacana para fazer um piquenique e tirar belas fotos:

IMG_0576

Pinheiral

Bauru também possui um bairro rural, o Vale do Igapó, sentido Pederneiras. É um bairro com muitos ranchos, casas de aluguel para festas, que possui um grande lago,e mata nativa (cerrado). Para os mais aventureiros, é uma boa opção, já que a região é bastante frequentada por ciclistas e praticantes de trekking.

IMG_3841

Lago do Vale do Igapó – com sorte, é possível ver capivaras

IMG_3082

Estradinhas dos arredores

IMG_3788

Trilhas

IMG_3731

Pequi, fruto do cerrado

Um local curioso (que não é exatamente um ponto turístico), mas que carrega muita história, e vale a pena conhecer (com o devido respeito, obviamente), é o Hospital Lauro de Souza Lima (antigo Asilo-Colônia Aimorés fundada em 1933). A Colônia tinha a finalidade de abrigar e tratar os pacientes portadores de hanseníase. O local, afastado de Bauru, funcionava como uma verdadeira cidade, com o hospital, casas, mercados, igreja, etc. Muito do que existia na colônia ainda está por lá, como o portal, algumas casas, e até o cemitério!

IMG_3771

Antigo portal do “Sanatório Aimorés”

IMG_3692

Cemitério (aberto à visitação)

IMG_3709

Buuuu!!!

Feira do Rolo – Um passeio imperdível em Bauru.

Fruta, legume, verdura, vassoura, televisão, interruptor, caldo de cana, chinelo, pastel, martelo, brinquedo, perfume falsificado, queijo, pneu, frango assado, Atari, toca fitas, etc, etc, etc… Tudo isso e muito, mas muito mais você encontra nessa feira. A famosa Feira do Rolo acontece aos domingos de manhã, nas quadras 3 a 7 da rua Gustavo Maciel e arredores (centro da cidade).

Nas quadras mais próximas à Praça Rui Barbosa é uma feira convencional, com frutas, legumes, pastéis, e coisas do tipo. Já lá pra baixo, quando está próxima à ferrovia (quadra 3), é um mercado de pulgas, onde qualquer um pode chegar, estender uma lona no chão e vender o que bem quiser. Coisas de todo tipo – novas, usadas, falsificadas, enferrujadas… um barato! O pessoal vende até meia sem par, rs!!!

IMG_2213

O começo da feira é mais “normal”

IMG_2215

Um movimento mais calmo

IMG_2212

Frutas, legumes, verduras… e Pastel!

IMG_2222

Vamos descendo a rua… e de repente… A FEIRA DO ROLO!

IMG_2230

Ferramenta, carregador de celular, ovo…

IMG_2226

Interruptor, Papai Noel, controle remoto, sapato…

IMG_2231

Muita gente!

IMG_2225

E a estação ferroviária lá atrás!

Bauru ainda tem alguns distritos e cidadezinhas próximas que valem a visita. São os casos de Tibiriçá (onde fica a famosa fazenda Val de Palmas), a maior da região, Mariápolis (às margens do Rio Tietê), interessante para que gosta de pesca, Santelmo, onde há uma pequena cachoeira com lago, e Guaianás.

Tibiriçá 2

Tibiriçá

Guaianás 1

Guaianás

 E para quem está em Bauru, mas quer pegar uma cachoeira, temos algumas opções na redondeza. Por exemplo, o distrito de Santelmo (ainda não tenho fotos da cachoeira). No bairro rural de Santa Isabel, há um riacho com boas corredeiras e locais para banho, camping, bar e quiosques para churrasco.

Na cidade vizinha, Agudos, há uma cachoeira, próxima à Fazenda Glória. Não é uma queda muito alta, mas o local é muito bom para um banho. Apesar do tamanho, a cachoeirinha é bem legal e tem até uns pocinhos muito bons.

O riacho

 Cachoeira

A cachoeira de outro ângulo

Ainda sobre cachoeiras próximas a Bauru, há uma perto de um bairro chamado Floresta, a caminho de Ourinhos, após uns 30km, ao lado direito da rodovia tem a entrada do bairro indicada por uma placa. Chegando no bairro, é só perguntar, todo mundo conhece. A cachoeira não é muito alta e não tem lago, mas a parte de baixo tem areia, formando um lugar legal para passar o dia.

 

 Vista de cima

 Cachoeira do Bairro Floresta

5 comentários sobre “BAURU/SP – MUITO ALÉM DO LANCHE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s