SERRA DA CANASTRA/MG – PARTE 2

Continuando a nossa viagem à Serra da Canastra/MG… (Confira o primeiro post clicando aqui)

No terceiro dia de nossa viagem, acordamos, tomamos aquele café da manhã na pousada e saímos explorar os arredores de São Roque de Minas, a principal cidade do Parque Nacional da Serra Canastra.

WhatsApp Image 2019-05-03 at 12.00.51
Mais um dia de trilhas

Fomos para a RPPN do Cerradão. Para quem não sabe, RPPN significa “Reserva Particular do Patrimônio Natural”. Chegamos, e gostamos muito da estrutura. Banheiros limpos, tudo bem lipo e organizado. Pagamos R$20 a entrada. A princípio achamos meio caro, mas depois vimos que o lugar é muito bem cuidado e vale a pena pagar essa taxa.

WhatsApp Image 2019-04-29 at 13.56.39 (1)
Portaria

A trilha principal leva até a Cachoeira do Cerradão (principal atrativo da reserva). Em todo o caminho, a trilha é bem demarcada, possui placas indicativas e informativas. Várias árvores estão indicadas com placas, descrevendo o nome delas.

WhatsApp Image 2019-04-29 at 13.55.54
Placas informativas
WhatsApp Image 2019-04-29 at 13.55.59
Pausa para medir a glicose

Chegamos então à cachoeira. na verdade, são 3 quedas. A primeira, mais alta, tem mais de 120 metros! Da trilha já é possível avistar a queda maior.

WhatsApp Image 2019-04-29 at 13.55.59 (1)
Cachoeira mais alta vista da trilha

Tem mais duas quedas seguindo a maior. A segunda com 25m e a terceira, com 5m. O lugar é maravilhoso. Vale muito a pena a visita.

WhatsApp Image 2019-04-29 at 13.56.37
Cachoeiras do Cerradão

Saímos de lá por volta das 11h e fomos conhecer o complexo de cachoeiras chamado Capão Forro.

WhatsApp Image 2019-04-29 at 13.57.18
Vale onde ficam as cachoeiras

O local fica à caminho da portaria do Parque Nacional. A entrada é paga.

Fizemos uma trilha não muito longa e chegamos até a cachoeira mais distante, a Cachoeira da Mata. A queda é bem bonita e forma um excelente lago para banho. Assim como as outras cachoeiras da Canastra, a água lá é beeem gelada. Mas entramos e aproveitamos muito.

WhatsApp Image 2019-05-03 at 12.00.46 (1)
Cachoeira da Mata

Voltamos na trilha, e pegamos a bifurcação para o outro lado no início dela. Seguimos a trilha, mais curta que a primeira, e chegamos à Cachoeira do Lobo, e logo depois à Cachoeira Capão Forro. Ambas maravilhosas, cristalinas, e cheias de pequenos poços para banho.

WhatsApp Image 2019-04-29 at 13.57.21
Cachoeira do Lobo
WhatsApp Image 2019-04-29 at 13.57.24
Cachoeira Capão Forro

À tarde, voltamos para a pousada e demos uma olhada nos mapas… Pegamos a Jubis e fomos para a Gruta do Tesouro. Custamos um pouco a encontrar o local. Uma propriedade rural simples, administrada por um casal.

Nos receberam muito bem, e entre boas conversas, disseram que ainda estão começando a estruturar o local para receber visitantes na caverna, que tem mais de 1,5km de extensão!

WhatsApp Image 2019-05-03 at 12.00.51 (3)
Vai um quejim?

Como o proprietário estava atarefado arrumando a mangueira (a principal atividade deles atualmente é a produção de queijo), a proprietária, muito prestativa, nos acompanhou até a boca da caverna para nos mostrar. Sensacional! O local ainda é muito preservado, e logo no primeiro salão já é possível ver inúmeras formações.

WhatsApp Image 2019-05-03 at 12.00.50
A gruta fica nesse vale
WhatsApp Image 2019-05-03 at 12.00.48 (2)
Primeiro salão da gruta
WhatsApp Image 2019-05-03 at 12.00.50 (1)
Estalactites

Voltamos, e como já é de costume entre os mineiros, nos convidaram para entrar e tomar um café com pão de queijo. Uma delícia! Ficamos ali durante um tempo, proseando. Insistiram para que voltemos em outra ocasião e possam nos acompanhar para a travessia da gruta! Show!

No último dia, tomamos café na pousada e arrumamos as tralhas na Jubis. Ainda nos arredores do Parque Nacional, passamos por Vargem Grande, e paramos em São José do Barreiro, já na então chamada “parte baixa” da Serra da Canastra.

WhatsApp Image 2019-05-03 at 12.02.38
Igrejinha de São José do Barreiro

Depois de mais uns bons quilômetros de estrada de terra, adentramos as dependências do parque, e estacionamos ao lado da Portaria Casca d’Anta, que dá acesso para a parte de baixo da cachoeira.

WhatsApp Image 2019-05-03 at 12.00.52 (1)
Portaria Casca d’Anta

Pagamos R$10 cada para entrar, e pegamos uma trilha à pé. Após caminhar durante alguns minutos por uma trilha bem sombreada, chegamos à queda.

WhatsApp Image 2019-05-03 at 12.01.32 (1)
Chegando na queda

A cachoeira é MUITO alta, e muito forte! O Rio São Francisco (que nasce na parte alta da Canastra), despenca abruptamente de nada menos que 186 metros. Muita água!

WhatsApp Image 2019-05-03 at 12.01.36
Cachoeira Casca d’Anta

A muitos metros de distância, é possível sentir o vento forte e as gotas de água que vêm da cachoeira. Sensacional!!!

Voltando, passamos pelos inúmeros pocinhos cristalinos formados pelo rio depois da queda.

WhatsApp Image 2019-05-03 at 12.01.42 (1)
Acompanhando o rio

Saímos de lá, passamos por uma igrejinha com um mirante, onde é possível ver a Casca d’Anta, e continuamos a viagem.

WhatsApp Image 2019-05-03 at 11.34.48
A cachoeira lá no fundo… E olha a cor da Jubis!

Paramos então, na “Prainha do Emílio“, às margens do ainda cristalino Rio São Francisco. Lá conhecemos o Sidney, guia da agência de turismo Canastra Eco 4×4. Conversamos um pouco, e pegamos algumas dicas com ele.

WhatsApp Image 2019-05-03 at 12.02.41 (2)
Prainha do Emílio
WhatsApp Image 2019-05-03 at 12.02.38 (1)
Tchigum!

Nossa última parada foi na Cachoeira da Lavrinha. Pagamos R$10 para entrar e seguimos com o carro até o começo da trilha. caminhamos cerca de 20 minutos, e chegamos na cachoeira. Linda, com um poço muito bacana. Ficamos lá algum tempo.

WhatsApp Image 2019-05-03 at 12.03.20
Cachoeira da Lavrinha

Pegamos a estrada, e voltamos para Botucatu! E confira o terceiro post sobre a Serra da Canastra!

.

SIGA O REVOLTEIO NAS REDES SOCIAIS:

FACE       INSTA      PINTE      YouTube-icon-400x400

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s