SERRA DA BOCAINA (SP)

E fomos trabalhar novamente naquela divisa… SP-MG-RJ! Trabalhando em Bananal/SP, conhecemos o Ângelo e o Darlan, que trabalham e moram em uma fazenda histórica da região, a Fazenda dos Coqueiros. A convite deles fomos conhecer a Fazenda, que é da época do ciclo do café.

Vale muito a pena visitar a fazenda. Pela arquitetura, curiosidades, cultura e história. A região do “Vale Histórico” (Parte mais antiga do Vale do Paraíba) tem inúmeras fazendas históricas, inclusive diversas abertas à visitação turística. Mas o interessante da Fazenda dos Coqueiros é que o passeio guiado, e a própria fazenda trazem um enfoque no no dia-a-dia dos escravos que estiveram ali, ao contrário de outras fazendas que focam na vida dos “Barões do Café”.

Sede da Fazenda dos Coqueiros (Casa Grande)
Parede original, em pau-a-pique
Bica de Lavar Café
Uma das salas do Casarão

Ainda em Bananal, visitamos a Estação Ecológica Bananal, localizada dentro do Parque Nacional da Serra da Bocaina. Fizemos um trecho da Trilha do Ouro, toda calçada com pedras. Ho local já um mirante, de onde é possível avistar uma das Sete Quedas.

Início da Trilha
Vista do Mirante

Também fizemos a trilha das Sete Quedas, que na verdade só permite acesso à primeira queda. Mas vale a pena, pois a cachoeira é linda!

Cachoeira Sete Quedas

Seguimos então para conhecer a famosa Cachoeira do Bracuí. Entramos em uma trilha perto de um restaurante, se perguntar por lá as pessoas indicam uma trilha onde se paga R$10 por pessoa para visitar a cachoeira. A trilha é bem demarcada e bem tranquila para percorrer. Plana e sombra. A trilha vai beirando rio até começarem as cachoeiras. São 3 quedas, e a última é altíssima. Da cabeceira da última queda, se forma um mirante, de onde é possível avistar toda a baía de Angra dos Reis/RJ. Sensacional!

Chegando no rio
Última queda, e a baía de Angra dos Reis

No dia Seguinte, fomos até São José do Barreiro, e visitamos a entrada principal do Parque Nacional da Serra da Bocaina. A estrada até lá já é um atrativo. Subidas, muuuuitas subidas. A vista é de tirar o fôlego!

Sobre as nuvens
Búfalos em um lago

A princípio estranhamos, pois ao entrar no parque, vimos muitas árvores cortadas. O guarda-parques nos explicou que as árvores que foram cortadas eram as exóticas (pinheiros e ciprestes), e agora as árvores nativas cresceriam no lugar destas.

Portaria do Parque
Trilha em meio às árvores caídas

Paramos o carro na portaria e pegamos a trilha para a Cachoeira Santo Isidro. Fizemos a trilha, que levou cerca de meia hora, fácil, e descemos até o pé da queda. Maravilhosa!

Trilha para a cachoeira
Cachoeira Santo Isidro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s