ILHA DO CARDOSO/SP – SET/2011

Essa viagem, inicialmente, havia sido programada para chegar à  Guaraqueçaba (PR), mas acabamos na Ilha do Cardoso (SP). Vou contar como aconteceu. Sempre que eu e a Mi viajamos, tentamos ir à lugares novos. Já estávamos querendo conhecer Guaraqueçaba há algum tempo, e aí surgiu o feriado de 7 de setembro em uma segunda-feira. E ainda deu certo de ir junto um casal de amigos. Saímos de Bauru, pegamos os amigos em Botucatu e seguimos viagem.Chegamos em Cananéia umas 21h, e queríamos ainda seguir viagem noite adentro. Inocentemente, queríamos chegar a Guaraqueçaba pela Trilha do Telégrafo, que até então eu imaginava que era uma estrada de terra normal, até aí tudo bem. Ainda em Cananéia pedimos informação a alguns moradores sobre a tal trilha… Quando perguntei e o rapaz me respondeu “Você está de Jipe?” – Respondi “Não, estou com um Fiat Siena!”. O rapaz caiu na risada. Acho que entendi a situação da trilha… Enfim, como eu estava com o carro da minha mãe (o meu estava na revisão), resolvi não arriscar. Então dormimos em Cananéia naquela noite, tocamos violão no píer, e após algumas conversas sobre o que fazer, resolvemos ir à Ilha do Cardoso. Eu e a Mi já conhecíamos a ilha, mas como havíamos gostado e já estávamos em Cananéia, no dia seguinte pegamos a escuna para lá. Na época, R$40 por pessoa, ida e volta (pode ficar o tempo que quiser na ilha).

Trajeto de escuna

 

Chegamos na ilha, e como da outra vez, fomos recebidos com música e alegria. Por conta do feriado, tinha bastante gente na ilha, mas não chegava a incomodar. No bar, logo onde a escuna chega, tinha música ao vivo e bastante gente sentada pelo chão, bebendo e dançando. Dessa vez já sabíamos das condições do local, e levamos dinheiro – e não cartão, como da outra vez, rs (Confira o Guia de Perrengues). Ficamos nós quatro acampados na parte de trás da Pousada do Ezequiel que havíamos nos hospedado da outra vez. No primeiro dia, montamos acampamento andamos bastante pelas trilhas da ilha, e fomos até a Praia da Lage.

 

Barzinho com a galera

 

 

 Praia da laje

O tempo não estava dos melhores… pegamos frio e chuva. A primeira noite choveu do começo ao fim, nos obrigando a colocar lona sobre a barraca (veja também nossas Dicas de Camping). Uma coisa interessante (mas meio bizarra) que acontece na ilha, é que por conta das correntes marítimas, aparecem muitas coisas e animais mortos na praia. A primeira vez que fomos, tinham muitos pinguins (e grandes), mortos na praia. Dessa vez, vimos tartarugas marinhas (também mortas) aos montes na praia. Os moradores dizem que de vez em quando aparece um corpo humano (vish!) na praia, quando a pessoa se afoga em alguma outra praia e os bombeiros não encontram, o mar leva até a ilha !

Vegetação das trilhas

 

 Coisas que o mar traz

 

Caminho para a praia

 

Confira AQUI a primeira viagem do Revolteio à Ilha do Cardoso !

 

SIGA O REVOLTEIO NAS REDES SOCIAIS:

FACE       INSTA      PINTE      YouTube-icon-400x400

2 comentários sobre “ILHA DO CARDOSO/SP – SET/2011

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s